ATENDIMENTO LOJA VIRTUAL
Segunda a Sexta das 10h às 17h
(19) 2517-6814

O BLOG OFICIAL DA LAMAS BREW SHOP

BREWBLOG

  • Como são fabricados os cilindros de gás

    Fabricar um cilindro de gás não deve ser fácil. E no vídeo abaixo podemos ver a complexidade da fabricação de um cilindro...
  • Lamas lançam serviço inédito no Brasil

    Quando começamos a fabricar nossas próprias cervejas é comum ficar na dúvida se estamos no caminho certo, ou não saber o que...
  • Dicas sobre o uso de fermento da Mangrove Jack's

    Uma das muitas novidades lançadas pela Lamas Brew Shop em 2014 foi trazer os inusitados fermentos secos da Mangrove Jack’s para o Brasil. As leveduras da Mangrove são secas, mas com características de líquidas, com uma variedade muito maior do que as tradicionais marcas vendidas no Brasil. Trouxemos para o Brasil os fermentos da Mangrove pois sabemos que para produzir uma cerveja com personalidade é preciso escolher a levedura certa.

    Para chegar a essa variedade de leveduras, foram anos de desenvolvimentos, extensos testes de produção e rigorosas triagens. Tudo para oferecer um range maior de estilos para o cervejeiro caseiro, antes só oferecido pelas leveduras líquidas.

    Neste post você encontrará algumas dicas da Mangrove Jack’s e da Lamas Brew Shop de como utilizar as leveduras da melhor maneira.

    Continue lendo

  • Black Friday na Lamas é Black Frete....

    Como no ano passado, não ficaríamos de fora de presentear nossos clientes com uma super promoção de Black Friday. Dos dias 26/11...
  • Extrato de Malte - Uma Pale Ale surpreendente

    O uso de extratos de maltes de malte no Brasil ainda não é comum e com a variedade de maltes (grãos) que temos aqui estamos de mão cheias para fazer excelentes cervejas e não precisar de extratos.

    Porém os extratos de maltes são a porta de entrada mais comum para quem quer começar a fazer cerveja caseira, mas isso lá nos Estados Unidos. Chega a ser tão comum isso lá que cervejeiros caseiros que fazem cervejas com malte em grão, em certos clubes, são colocados em um patamar superior. Soa estranho isso para nós, dada a fartura de malte que temos aqui. Mas é assim.

    E a importância do extrato de malte esta exatamente na popularização do hobby que ele casou lá na terra do Tio Sam. Nos Estados Unidos é tão comum os extratos que é possível achar eles em todos os  lugares, de supermercados a conveniências de posto de gasolina. Ele teve e tem um papel muito legal na iniciação no hobby, como o primeiro passo. Além de serem produtos relativamente baratos, pois a quantidade de industrias locais que fabricam estes maltes é alta, ajudando na diversidade e no preço.

    E engana-se quem acha que cervejas com extratos são fracas, sem corpo e sem graça. Existem diversas cervejas campeãs (em concursos de homebrewer ) no EUA que , para espanto, eram feitas de extrato. E aqui entra a qualidade do extrato e se ele é puro malte.

    A história aqui no Brasil ainda esta longe do cenário descrito acima....mas somos novos ainda nesse meio e as coisas tendem a melhorar. Até hoje não tinhamos nenhuma industria nacional fabricando extrato de maltes para fins cervejeiros ou melhor falando, extratos de malte puro. A produção nacional de extrato de malte é destinada basicamente a industria alimentícia (por exemplo em panificação, cereais, biscoitos, sorvetes, chocolates, achocolatados) e as boas opções que temos de extratos são importados, ou seja, já chegam com o "custo-Brasil" embutidos tornando os extratos bem caros.

    Liquor Store na Pensilvânia com grande variedade de Kits e extratos de maltes Liquor Store na Pensilvânia com grande variedade de Kits e extratos de maltes

    Há uns bons meses os Lamas veem ajudando a desenvolver um extrato nacional 100% puro malte com uma empresa líder no setor de tecnologia de alimentos e secagem de alimentos, a Liotécnica (mais detalhes em www.liotecnica.com.br). Este novo extrato de malte é feito exclusivamente com malte pilsen e é proveniente de um mosto brassado a um temperatura de 64ºC. O processo de obteção de extrato, na teoria, é bem simples: é feita uma brassagem convencional, depois o mosto é concentrado através de aquecimento até virar um xarope. Este xarope, é o extrato de malte xaroposo. Este xarope passa por um processo de desidratação a vácuo, dai se obtém o extrato seco de malte. Este xarope passa por um processo de liofilização, dai se obtém o extrato seco de malte. O processo é tão rigoroso e controlado  que os dois produtos, a xarope e o pó, nos teste de fabricação resultaram em cervejas com mesmas características. Optamos, então,  nesse momento em levar o para nosso projeto apenas o extrato em pó, que apesar de ser mais caro tem uma validade bem mais longa que o extrato xaroposo.

    Abaixo, segue um receita de uma American Pale Ale que fizemos com o extrato de malte em pó, nos teste preliminares:

    Continue lendo

Itens 36 para 40 do 491 total

Comentários Recentes

  • Johny, mas apos aberta as cervejas perdem mesmo um pouco do gás, porem do headspace da garrafa e n...

    agosto 17, 2017

  • Alisson Não há problema, o residuo infimo, menor que 0,001 ppm. Sanitizantes para nosso uso TEM d...

    agosto 17, 2017

  • José, vamos publicar em breve esta receita. Ja pedimos para o pessoal do Goose liberar....

    agosto 17, 2017

Video